Como nasceu o Moda Comunica, o serviço de produção de conteúdo.

Atualizado: 20 de Mai de 2020


Era 25 de junho de 2019, estava voltando de férias, trabalhava em uma grande varejistas de São Paulo como Produtora Excecutiva e de Moda, criava as campanhas publicitárias com fotos e vídeos, buscava referências, locações, modelos, participava da montagem dos looks e garantia a captação dos produtos importantes para o departamento comercial. Estava nessa posição há 4 anos, e no meu íntimo realmente com vontade de fazer algo novo, mas não sabia por onde começar!


Então o destino me presenteou com uma demissão, sinceramente no começo foi um baque, baque não, desesperador! Afinal estava a 4 anos no mesmo lugar, e não saberia o que o futuro me reservaria, sair da zona de conforto é assustador!


Fazia algumas semanas que tinha iniciado o Clube03, marca de roupas e acessórios que construí com 3 amigas. No Clube cada uma é responsável por um departamento, e eu estou a frente do marketing, estratégias comerciais e isso inclui as redes sociais.


Na mesma semana da demissão duas pessoas, tomadoras de decisões de diferentes marcas procuraram a minha sócia Giovana, e a questionaram quem estava cuidando do instagram do Clube, segundo elas, era um trabalho bem profissional, para uma pessoa que nunca trabalhou com redes sociais.


Fui demitida em uma terça, na sexta da mesma semana estava na marca Esquire do Bom retiro, cuidando das redes sociais como consultora. Estava presente na marca 3 vezes na semana, produzia conteúdo, fazia as postagens e respondia o SAC. Foi um desafio enorme, pois até então não tinha trabalhado diretamente com redes sociais, para uma marca que não era minha.Entender a visão que o dono quer passar para as mídias digitais, executar e mostrar para ele quais são as melhores opções é uma luta das grandes, mas a cada dia fui aprendendo.


Um mês após a demissão, além da Esquire, também estava cuidando das redes sociais da importadora de tecido Lulitex Textil trabalhava 100% Home Office, desenvolvendo layout com fotos e vídeos dos tecidos, criando legendas atrativas e cuidado das postagens, além de criar stories animados com as imagens que a marca me enviava, para alimentar a conta.




Então veio o estalo, que isso não deveria ser um "bico", não deveria ser algo passageiro e sim uma empresa, onde eu produziria conteúdo especializado para marcas de moda! Tratei de fazer acontecer, investi em equipamentos, plataformas de postagens, criei o instagram da Moda Comunica e comecei a desenvolver conteúdo informativo para ele! Meu público? Donos de pequenas e médias empresas de moda, que não faziam a menor ideia de como é gerenciar suas redes.


Esse perfil de público, normalmente tem o pensamento que redes sociais de uma marca, é só postar, escrever qualquer coisa e tudo bem! E não! Minhas postagens no insta do Moda era com a seguinte mensagem "o quanto o conteúdo deve encantar, conectar e consequentemente efetuar a venda ao usuário".


Até então, para mim esse era o meu nicho, pequenas empresas, que vendiam pela internet, em primeiro momento pensei explorar bem esse grupo, mas não, coisas ainda maiores estavam para acontecer.


Um dia recebo uma ligação, da amiga de uma das minhas clientes, dizendo que o marido dela tinha marcas de roupa e gostaria de conhecer meu serviço, pois a Renata (minha cliente) falou super bem do meu serviço! Pensei, bacana mais um cliente, vamos para um novo desafio, não imaginava o tamanho do desafio que estava por vir.


Cheguei ao escritório do tal marido, olhei ao redor e me situei,estava no escritório da Colombo Camisaria, isso mesmo, marca masculina, com lojas em todo o Brasil. Neste momento eu percebi o quanto nossos sonhos são pequenos, perto do que o destino nos reserva, e passou na minha mente um filme, o dia da demissão.

Incrível como em 3 meses sua vida pode mudar da água para o vinho!