Negócios de moda do futuro

Atualizado: Mai 20



Hello fashion amigos tudo bem? Cada semana de quarentena, nós como empreendedores de moda temos mais medo e incertezas sobre o futuro dos nossos negócios. Então pensando nisso, decidi listar no artigo de hoje, os negócios de moda do futuro.


Mas Bia como você sabe que esses são os modelos de negócios do futuro?

Eu como profissional de marketing e moda, analiso muito o comportamento do consumidor, Philip Kotler no livro Marketing 4.0, retratou o quanto a humanidade estará cada vez mais preocupado não só com o comprar, mas sim comprar em um produto com responsabilidade e que existe um valor emocional e efetivo por trás.


Se seu negócio hoje é tradicional, compra e venda de produto, nesse momento de crise é importante repensar esse modelo! Ler sobre as páticas de compra do futuro e adaptar a sua empresa, é tempo de repensar e criar algo novo, para sobrevivência da sua organização.


1 . Brechó



A anos vem se falando sobre a força dos brechós! Fora do Brasil já uma prática bem comum de compra, usar roupas de segunda mão já virou tendência!


O importante é estar bem vestida, na moda e fazendo isso de uma forma consciente, reutilizando peças que foram descartadas ou estavam paradas.


Tudo isso cooperou para a tendência vintage, onde é cool usar roupas antigas, e ter um estilo próprio. Já existem brechós de luxos, locais que possuem espaços colaborativos, e isso não para só na roupa. acessórios também entram para a aquisição de reuso.




2 . Mala Delivery



Muitas butiques já adotaram a esse modelo! As pessoas buscam comodidade, e não há nada mais cômodo que experimentar as peças em casa!


Imagina só, a cliente abre a mala, experimenta as peças com seus calçados, em casa, sem vendedor fazendo pressão, sem desconforto no provador. Você vai proporcionar conforto a sua cliente, além de ter a probabilidade de venda muito mais "certa"!


Esse modelo tem um investimento com motoboy, porém você ativa facilmente o gatilho mental de reciprocidade, afinal é comum do ser humano se sentir grato por um mimo ou cuidado. Ela irá retribuir comprando de você!


Nesse período de pandemia, que as lojas estão fechadas, é a forma que a maioria das marcas estão usando para sobreviver.


3. Clube de Assinatura


Bem parecido com o modelo anterior, porém existem uma diferença entre a malinha delivery e o clube de assinatura, nele a cliente paga um valor mensal para receber uma caixa/sacola com peças que combinam com o estilo dela.


No mercado da beleza já é uma prática bem comum, e de muito sucesso como a Beauty Box! Quando a cliente entra no clube de assinatura, ela recebe um questionário para registrar seu estilo e preferências, dessa forma a marca envia para a cliente peças mais assertivas!


A melhor coisa desse modelo, é o fato da empresa você ter sempre um fluxo de caixa, pois mesmo que a cliente não compre nada, ela está pagando a assinatura isso já é um recurso para você fazer seu negócio acontecer. E a compra dos produtos, é inevitável, como disse no modelo anterior, provar as peças em casa é uma estratégia muito feliz!


4. Customização


Além de comodidade, o novo consumidor também busca exclusividade! Ter algo único, um produto que mais ninguém têm, é um fator super importante para venda, por isso a customização é um modelo promissor para o futuro da moda.


Com a pandemia, a compra de novas peças realmente vai ficar mais difícil, mas nada impede as pessoas reformarem os produtos que estão parados, e assim conquistarem "novas" peças e com um design exclusivo.


Vender o serviço de customização na sua marca, é um investimento barato, pois você vai investir tempo, intelecto, mão de obra e os acessórios necessário pra transformação acontecer!


E aí já sabe como vai adaptar seu negócio para que ele sobreviva ao futuro do consumo? Agora é hora de mudança!


Enquanto o próximo artigo não sai por aqui, acompanhe nossos posts diários no instagram @moda.comunica.


Bjos


Bia Vieira @moda.comunica

21 visualizações

Se inscreva na nossa newsletter

©2020 por Moda Comunica.